terça-feira, 16 de outubro de 2007

Faltas-me Monsieur Chat

Faz amanhã uma semana que Monsieur Chat se perdeu.
Estava numa mochila pendurada na bicicleta onde o papá foi buscar a Mathilde, nas costas da cadeirinha dela, caíu, e foi-se.

Como prevíamos que um dia algo assim se poderia passar, há uns meses, o pai prevenido fez uma medalhinha com o nº de telefone e Monsieur Chat passou a andar todo janota de coleirinha com o seu nome.

A mochila tinha um casaco, ténis, meias, calções e t-shirt para a ginástica e o MAIS MARAVILHOSO DOU-DOU DE TODOS OS TEMPOS!
Quem a encontrou podia ter ao menos devolvido o gato, deixava numa loja, dizia que tinha encontrado caído no chão, entregava na polícia, pedia uma recompensa, sei lá... fiquei mais desiludida com a humanidade desde esse dia. Um dou-dou de uma criança, com contacto, não é preciso ter um QI acima da média para juntar 2 e 2 e, pelo menos, imaginar que a dita criança vai ficar muito triste.

Bom, lá fui eu para a net comprar todos os Monsieurs Chat que encontrei, custassem o que custassem! Nem que fosse preciso um crédito pessoal, um requerimento ao governo, uma ida ao vaticano para que o papa intercedesse mundialmente nesta busca, eu havia de trazer o bicho para casa.
Já não há igual, deve ser um modelo descontinuado, encomendei os mais aproximados possível a ver se acerto que isto de ver desenhos tem que se lhe diga, eu que vejo com as mãos para além dos olhos, do nariz e se for preciso da boca.

Chegou hoje o primeiro. É lindo, e novo! É maior, tem pêlo encaracolado e uma t-shirt mas o que interessa é que está cá!

Como a Mathilde, para se consolar julgo, dizia, com um ar tristinho que ele tinha ido de férias, tirámos-lhe a t-shirt e dissemos-lhe que ele tinha voltado, mais gordo e com permanente.
Estou mais contente, hoje a minha bebé já adormeceu com o seu gatinho e em breve ele há-de cheirar tão mal como o outro ;)

Se alguma alma caridosa encontrar o Monsieur Chat, telefone por favor!
Para quem não o conhece, ele é assim.
E faz-nos muita falta.

20 comentários:

Psychic disse...

Pois, às vezes a humanidade desilude-nos mas a verdade é que muita gente se está pouco borrifando para o que sente, ou deixa de sentir uma criança. Maria, prometo que se encontrar, algures numa loja ou onde for, um monsieur chat igual a esse o compro e lá arranjarei maneira de lho enviar. Por agora é esperar que a Mathilde se "engane" com o novo dou-dou.

Texuga disse...

Lamento a perda do Monsieur Chat. Aliás, apesar de não o conhecer pessoalmente parece-se muito simpático.
Mas deixo este coment por um outro motivo. É que certamente por motivos diferentes partilhamos o nome dos nossos blogs. O meu está em http://emeandeme.blogspot.com/ e chama-se precisamente M&M. Não é engraçado dar de caras com o teu que é igualzinho? Ficas-me a dever uma visita! ;)

endovelico disse...

este blog...enfim...
todas as criancas perdem brinquedos que adoram...nao eh o fim do mundo, faz parte do processo de aprendizagem delas,neste mundo!
ora bolas, onde raios eh que meti a porcaria daquela tartaruga ninja articulada que tanto adorava?sou a pessoa mais triste do mundo!vou-me suicidar!=D

Jonas disse...

Cara Maria, pode dar-nos algumas pistas sobre o trajecto durante o qual se perdeu o Monsieur Chat?


E agora, acessório. Endovelico, quando fores mais velhinho do que esses 22 anos, e fores pai, vais perceber. Até lá, shut up (se o Blog fosse meu eu diria shut the f*** up, mas o blog não é meu).

Afronauta disse...

Eu tenho um Scoop! Serve?

AnaBond disse...

realmente a humanidade está perdida. literalmente.

boa sorte.

Inês Ramos disse...

e se foi alguma criança pobre k o apanhou? dakelas k a mãe é prostituta e n ker saber dela e o pai dasapareceu em 1900 e troca o passo... uma criança k nunca teve um brinkedo na vida e nem sabe o k é um blog e a internet e axou k tinha sido Deus k lhe mandou akele brinkedo para ela n se eskecer k tinha 5 anos e n se meter na droga como o irmão de 12... ainda keres o gato de volta?

P.Maria disse...

boa sorte,
n sabemos o mais pode acontecer neste portugal, enfim...

Jonas disse...

Estamos a tentar.

Depois do Nuno Markl (http://havidaemmarkl.blogs.sapo.pt ) o Blog Oficial dos Blogs do SAPO (http://blogs.blogs.sapo.pt), e o 31 da Armada (http://31daarmada.blogs.sapo.pt/1072218.html)

M & M disse...

Obrigada pelos comentários.

Obrigada pelas diferentes percepções a respeito deste assunto.

Não me tinha, de todo, passado pela cabeça, nem como ser humano, nem como mulher, nem como mãe, nem sequer como psiquiatra que a perda do Monsieur Chat servisse de "processo de aprendizagem" na vida. Estou surpreendida e vou registar para não me esquecer. Ocorreu-me, depois de muito reflectir, também uma novidade, porque também eu estou em processo de aprendizagem, todos os dias e continuarei toda a vida, espero, que talvez também faça parte do dito processo passar pela experiência de sermos ajudados, receber afecto, sabermos que podemos contar com o outro quando perdemos algo que nos é querido, que há pessoas que velam por nós, que nos consolam e cuidam.
Parece-me que talvez as crianças também beneficiem da parte boa e já que não se pode impedir totalmente a parte má, talvez ajudar, nesta fase tenra, e mesmo nas menos tenras, da vida. Julgo que não vem daí mal ao mundo, que se aprende com os males e TAMBÉM com os bens e que depois de um mal urge reparar.

Também não me ocorreu que o gato tivesse ido parar às mãos de "alguma criança pobre ... dakelas k a mãe é prostituta e n ker saber dela e o pai dasapareceu em 1900 e troca o passo... uma criança k nunca teve um brinkedo na vida e nem sabe o k é um blog e a internet e axou k tinha sido Deus k lhe mandou akele brinkedo para ela n se eskecer k tinha 5 anos e n se meter na droga como o irmão de 12...".
Meditando nesta fantasia catastrófica, baseada na vida real, imaginei situações mais tenebrosas ainda envolvendo todos os males do mundo e cheguei à conclusão que já ajudei e ajudo todos os dias e espero poder continuar a ajudar muitíssimos outros males e sim, quero o gato de volta.

Não me parece que a humanidade esteja perdida, nem Portugal em particular, apenas e tão só porque não devolveram o gato.

Provavelmente Monsieur Chat não regressará e, obviamente, não é o fim do mundo no entanto quero tentar recuperá-lo.

De qualquer das formas, respondendo ao Jonas, a mochila deve ter caído algures no centro de Cascais, entre a rotunda do centro e o Tribunal. Muito obrigada Jonas pela distribuição da informação.

Obrigada mais uma vez, a todos. Vivendo e aprendendo. Aprendi hoje que mesmo em blogs de crianças de um ano e meio e três anos e meio se pode levar com comentários desdenhosos, ou então sou eu que estou a ter uma percepção errada e se assim for, lamento, ainda não aprendi tudo.

M & M disse...

Onde está escrito "ao Jonas" leia-se "à Jonas", sorry!

Já andei a ver os links e muito obrigada! Fico sensibilizada pela disponibilidade.

M & M disse...

Nova correcção - a mochila deve ter caído entre a rotunda do centro de Cascais e o Forte. Assim é que é.

Confras disse...

Nem quero acreditar que o Monsieur Chat desapareceu...

Se bem que os novos não sejam a mesma coisa e que já tenhas "substitutos" (dentro do possível, eu sei), os distribuidores para Portugal e Espanha são estes senhores http://www.diset.com/esp/index.htm . Talvez te dêem contactos de lojas onde comprar e haja aí um perdido, dos modelos antigos. No eBay, não há nada muito óbvio e não são dos mais fáceis de encontrar online...

Espero que o verdadeiro volte.

bitter_sweet disse...

Maria,
sinto muito pelo "final" indesejado do acontecimento que conseguiram antever mas não evitar.
Não é mania de tia querer reaver um bem que se perdeu, não ligues. Reconheço a frustração pela impotência, por não encontrar um Mr. Chat igual e por não ter como chegar a quem o poderá ter encontrado.
Talvez há uns 10, 20 anos houvesse uma maior compulsão em entregar à polícia o que se encontrava perdido; hoje acredita-se pouco na honestidade da farda e até se duvida que alguém procure qualquer coisa mais que documentos. É pena...

Tomara que as meninas cresçam com experiências felizes e consigas criar a fantasia de que Mr. Chat foi de visita à família, voltou todo moderno e até trouxe alguns amigos :)*

Carlos Gonçalves disse...

Shôdona Maria, não procure mais, acabaram de passar estas imagens no Telejornal da noite... :)

http://fotos.sapo.pt/axpzo/pic/00019r68

http://fotos.sapo.pt/axpzo/pic/000180as

o vídeo que se segue foi captado pelas câmaras de vigilância do Colombo...

http://youtube.com/watch?v=SSN4YuSh3Jk

blimunda sete luas disse...

Recordo a angústia de uma série de dias vividos sem a minha boneca "Tucha" (quais Barbies qual carapuça) e a alegria do tamanho deste mundo e do outro quando a encontrei à chuva meio enterrada num canto do quintal.

Votos de que o Monsieur Chat regresse a casa. É claro que não é o fim do mundo, o afecto que é dedicado às meninas ultrapassa largamente o que era dispensado pelo dou-dou. Mas ainda assim, beijos de solidariedade, face ao desdém de alguns comentários que por aqui andam.

jaime fernandes disse...

Espero que Monsieur Chat apareça.

Um abraço!

Psychic disse...

Feito o apelo aqui também:

http://psy-is-chic.blogspot.com/

é um blog pequenino, mas pode ser que um leitor habitual tenha visto o monsieur chat.

Beijinhos

Phiphas disse...

realmente qual é a pessoa que não se sente mal ao pensar que uma criança esta trsite porque perdeu o monsieur chat!! Temos que encontra-lo!!
concerteza que ainda vai aparecer!!
beijokas

Cinderela disse...

Lamento imenso a perda de Monsieur Chat, e do sofrimento que deve ter causado à pequena Mathilde. Coincidência ou não o outro post sobre o Monsieur Chat tinha sido exactamente há um ano atrás. As terças-feiras de Outubro não são nada generosas para o Doudou da Mathilde. E por falar em generosidade, estou atónita com certos comentários feitos aqui! Depois disto, também eu já deixei de acreditar que alguém se preocupe com o bem-estar do próximo! Beijinhos à Mathilde.