domingo, 1 de fevereiro de 2009

The world's favourite childrens's writer


Conheci Roal Dahl há uns 4 anos quando me interessei pelo livro que uma colega lia cujo título me fascinou "Histórias em verso para meninos perversos".
Assim que pude perguntei por ele numa livraria e embora não o tenha encontrado nas bancas descobri um não mais acabar de títulos. O primeiro que comprei foi: "Matilde", claro :), uma menina extraordinária, e desde então cada vez que descubro um novo não lhe resisto.
Roal Dahl toca na minha criança interior cá com uma genica, na minha e na de muita gente provavelmente. Os miúdos devem adorar as histórias dele com tantas coisas mágicas e sobretudo com aquele sentido de justiça em que os bons são recompensados e os maus muito muito bem castigados. Eu adoro:D

Mostrei finalmente às manas M & M o filme "Charlie e a fábrica de chocolate".

A Manon ficou fixada no filme. Não há dia que não me fale da menina mimada e mal educada, a Verruga, que "queria isto e queria aquilo e queria isto e queria aquilo...", da Violeta que mascava pastilha sem parar e que, desobediente, ficou azul e redonda como uma blue-berry, do gordo Augustus que só pensava em comer, do Mike TV que era bruto e impertinente e do Willy Wonka que no fim ganhou uma família, a do Charlie, o menino pobrezinho.

A Mathilde também gostou muito. Dançou as canções todas dos Umpa-lumpas e ficou incomodada com a Verruga porque a achou bonita mas esclareceu-se e esclareceu a Manon com a afirmação: "Ela é bonita por fora mas é feia por dentro!"

Mais um sucesso na bilheteira cá de casa portanto.

Descobri hoje, ao passear pelo site do escritor favorito das crianças em todómundo que ele escreveu "Goldilocks". Tenho de o descobrir para a nossa boucles d'or.

2 comentários:

Sofia,Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, eu também gosto dos filmes "Matilde" e "A fábrica de Chocolates" :-)
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

mlucas disse...

A minha filha tem 14 anos e desde os 8 anos que não perde um. O meu filho de 9, começou mais cedo e também já os leu todos os publicados em português. (Agora os que saem são da ASA, antes eram da Terramar) Cada um melhor que o outro, eles adoram. Ele elege "As Bruxas" ou o "Charlie e o elevador de vidro" (continuação da fábrica de chocolate) como os melhores. Assim que elas saibam ler, não devem perder. Comecem pelos mais fininhos ("O Crocodilo", "O dedo mágico" e "A girafa, o macaco, o pelicano e eu").
Boas leituras!