terça-feira, 14 de outubro de 2008

Idades

A Mathilde cresce a olhos vistos.
Nas últimas semanas age com uma desenvoltura imparável. Fala e fala, cheia de expressões conceitos novos e para além dos hábitos quotidianos inerentes à condição humana onde se inclui a higiene, a alimentação e outras coisas que ela já desempenhava autonomamente, resolveu ajudar a pôr a mesa, levantar a mesa e fazer café.
Embora tenha tido a sua fase dos rituais obsessivos, como todas as crianças entre os 2 e os 3 anos, altura em que arrumava tudo e tudo bem direitinho no sítio certo (fase em que a Manon se encaixa na perfeição no ano corrente, com uma meticulosidade por vezes desesperante para pais bastante menos obsessivos), esta nova fase pouco tem de meticuloso ganhando sobretudo em orgulho de menina a crescer.

Entrámos também na fase da contra-argumentação mais elaborada que nos desenha um sorriso imediato e também imediata perda de autoridade. É demasiado engraçado para se manter a compostura.

Exemplo:

Papa: "Mathilde, est ce que tu peux ranger le fromage et le paté dans le frigo?"
Mathilde: "Oui papa."

E pega apenas no queijo dirigindo-se ao frigorífico.

Papa: "Les deux chérie, s'il te plaît."
Mathilde (sem olhar para trás e arrumando o queijo): "Une chose à la fois. J'ai que deux mains quand même!"

Contra factos não há argumentos, são 4 anos e meio e 2 mãos pequeninas :)

1 comentário:

Sofia, Pedro e Joana disse...

Olá mamã, pois claro, uma coisa de cada vez!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana