quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Como peixe na água, ou quase


Quando a Mathilde nasceu, amantes da água e das múltiplas actividades desportivas que permite, pensámos logo em pô-la em contacto com o meio aquático assim que possível e autorizado ou seja, a partir dos 4 meses.
Por razões várias acabámos por entrar com ela numa piscina aos 6 e não demos seguimento ao processo por indisponibilidade de tempo, a natação para bebés passa-se em horários difíceis de compatibilizar com os nossos.

No Verão passado, durante Junho e Julho, como ela já era mais crescida, descobrimos um horário possível e experimentámos novamente.
A reacção foi animada, adorava a piscina mas no entanto não se aventurava a largar-nos um segundinho e água na cara era algo que a incomodava sobremaneira. Lá mergulhava a cabeça por grande favor de quando em vez, tendo obtido uma média de, vá!, 2 "gorgulhos"/mês ou seja, 4 durante o período de ensaio referido.

Quando este ano nos foi dada a oportunidade dela ir à natação com a creche apesar de ser a mais pequenina do grupo, aproveitámo-la logo.

O efeito de grupo é maravilhoso, quando o objectivo é positivo, claro, que para o disparate também funciona muito bem.
Ao fim de 2 aulas, já ela andava de braçadeiras pela piscina toda e na semana seguinte apenas de esparguette/chouriço ou lá como aquelas coisas delgadas e compridas, também usadas na hidro-ginástica, se chamam. Em francês chamam-se frites, como as batatas fritas aos palitos. O mais espantoso para nós é ter começado a mergulhar a cabeça sem drama aparente.

Queríamos muito ir espreitá-la mas não ousámos fazê-lo mais cedo porque temíamos que se recusasse a ir para dentro de água devido à nossa presença ou nos quisesse com ela dentro da piscina ou que se lembrasse de ter algum receio e a aula não corresse bem.

Já há algumas semanas que a Mathilde nos pedia para a irmos ver à natação. Fomos hoje.
Ela ficou tão contente mas tão contente e passou a aula toda com um sorriso tão aberto que se fartou de engolir pirolitos :)

Ficámos abismados, eu nem imaginava que ela estava tão à vontade dentro de água e que já fizesse tantas coisas. Muito destemida e despachada, tão engraçada!
Mostrou-nos as habilidades que nos contava há meses e pediu-nos um beijinho lá pelo meio.
Escusado será dizer que passámos meia hora a dizer "Bravo Mathilde! C'est bien chérie! Boa Mathilde! Muito bem!"

Estou bastante babada hoje, mesmo, mesmo.

4 comentários:

são gomes disse...

A primeira conquista da tua princesa sem "les parents" por perto? Maravilhoso como eles absorvem o mundo e vão fazendo parte dele.
Maravilhosos o blog e a vossa relação, também.

Beijinhos doces

MS disse...

Com razão para estar babada. Eu sou suspeita, acho muito bem que ela se meta em piscinas, água muita água. Eu cá adoro e sempre adorei, mesmo com a idade dela.
É sempre um prazer ler as vossas aventuras.

beijinho**

Sara disse...

Filho de peixe... ;)

É uma destemida e ainda bem e tens todos os motivos para estares babada. Para quando a piscina também para a Manon?

OD disse...

Que bom, eu tambem adoro agua e faço natação desde sempre e é um dos unicos sitios que eu me sinto bem, acalma o stress e os nervos... Se tiver filhos tambem levo-os logo á natação :)
Beijo